Posts Tagged ‘debian’

PocketCHIP

Chip_projects

CHIP pode ser visto como um mini-computador. Assim como o seu irmão Raspberry Pi, ele tem como foco a portabilidade (do tamanho de um cartão de crédito) além de possuir algumas características que diferem dos concorrentes. A seguir as  suas configurações técnicas:

  • Processador Allwinner R8 1 GHz;
  • 512 MB DRAM;
  • 4 GB NAND;
  • Módulo Bluetooth e Wifi 802.11b/g/N (Realtek RTL8723BS);

Ele possui 1 conector USB 2.0, 1 conector microusb (utilizado para ligar o produto e recarregar a bateria) e 1 conector AV.

O Projeto CHIP nasceu a partir de uma iniciativa por meio do site de crowfunding Kickstarter onde obteve mais de US$ 2,071,928 por meio de 39,560 colaboradores (backers) no ano passado.

 

PocketCHIP_on

PocketChip

O PocketCHIP foi um outro produto apresentado na época em que consistia do CHIP  acompanhado de teclado + tela touchscreen 4,3″ + bateria. Seus criadores o definem como um console de jogos, um sintetizador portátil e um terminal Linux.

Especificações Técnicas do PocketCHIP

  • 3,000 mAH battery
  • 4.3″ 470px x 272px screen w/ resistive touch
  • Full Super-Clicky QWERTY keyboard
  • Rugged Injection Molded Shell
  • Fully open source
  • GPIO breakouts

Imagens do PocketChip

PocketCHIP_trasPocketCHIP – CHIP e a bateria em destaque

 

PocketCHIP_usb

Conectores GPIO e as portas USB, microUSB e P2 (AV)

 

PocketCHIP_boxPocketCHIP_box_tras

Caixa do PocketCHIP

Fontes:

[Ubuntu] Gerar um novo sources.list de acordo com o seu país/preferências

Ubuntu Sources List GeneratorQuem nunca teve problemas para atualizar a sua distro e se deparou com servidores lentos?

A sugestão para os usuários do Ubuntu é utilizar o site Ubuntu Sources List Generator ( http://repogen.simplylinux.ch ). Com uma interface simples, ele gera o arquivo com o país, a versão da distro e as preferências desejadas. Após gerar a listagem, basta substituir o seu conteúdo existente no seu sistema em /etc/apt/sources.list.

Para usuários do Debian, existe o pacote netselect-apt que faz o mesmo que a sugestão acima, porém via console (shell).

 

Fonte: http://www.vivaolinux.com.br