Archive for Maio, 2010

Dimensionando custos

Muitas revendedoras utilizam componentes genéricos em seus computadores para venda, assim como temos consumidores e usuários que preferem essa marca (genérica) do que os de marca. A curto prazo é correto afirmar que um produto x genérico é bem mais barato do que outro similar de marca, porém certas peças como as fontes, placa-mãe e processador dificilmente necessitam ser trocadas nesse período (exceto para entusiastas em entupir o gabinete com tudo o que encontrar nas lojas sem dimensionar se o mesmo irá suportar tudo isso).

Essas peças em especial, a longo prazo podem fazer “a diferença”. Suponhamos que você comprou uma placa-mãe que possua tudo onboard (som, vídeo, rede) e um raio atinge seu micro pela placa de rede. O que você faria? À princípio seria necessário comprar outro micro visto que a sua “placa de rede” está na placa-mãe. Em um outro cenário, se você tivesse previsto usar uma similar porém conectada pelo slot PCI, os danos e custos (placa-mãe > R$ 100,00; Placa-de-rede R$ 15,00)  de manutenção seriam menores.

Outro fator importante é perdermos o mito de que fonte genérica é tão segura quanto as de marca. Nunca se sabe o que acontecerá com ela em situações extremas: explosão, curto, sobretensão, etc. As de marca apesar de terem custos maiores, duram mais e possuem componentes de proteção inclusos. Existe no mercado o selo 80 Plus que é próprio para fontes (de micro). Ela não cobre um ambiente “normal” (sem ar-condicionado) de funcionamento porém felizmente nenhuma fonte genérica conseguiu obter tal selo.

Fontes que possuem esse selo realmente são caras mas tem a garantia de que são seguras. Se compararmos 2 micros iguais porém um com fonte genérica e outro com um de marca, no período de 1 ano notaríamos uma diferença de consumo. Em uma genérica, o fator de potência (indica a eficiência da fonte em converter a energia de rede para as diversas tensões necessárias para o funcionamento do micro) seria menor do que o de marca. Com isso, teríamos um gasto excessivo de energia sendo covertida em calor (o som do cooler da fonte responde sua pergunta?).

Devemos sempre que possível e o bolso permitir, planejar e dimensionar nosso equipamento com vistas para o futuro e não para “o hoje”.